sábado, 13 de agosto de 2011

O caçador de sonhos

 
  Onde foram parar nossos primeiros sonhos? Em que parte do caminho perdemos a capacidade de enxergar a vida com os olhos da inocência? Podíamos tudo na infância, nossas asas nos levavam para mundos sem fim, velejando pelos sete mares ou enfrentando bravamente, e vencendo monstros cruéis e malvados. Olhávamos para o céu a noite desejando um dia poder tocar cada estrela, como se fossem pequenas jóias que faiscavam no espaço escuro. Nosso sorriso era sincero e nossa alma luminosa, sem mentiras sem maldade. Adormecíamos somente para despertar em uma nova aventura sob o sol confortante da manhã. Se corrêssemos rápido alçaríamos vôo, e se caíssemos poucas seriam as lágrimas pois a dor logo ia embora, éramos a alegria em pessoa a energia em pessoa, e a esperança em pessoa. A felicidade nunca foi tão plena, e o mundo nunca foi tão colorido! Onde foram parar nossos primeiros sonhos? Eu sei onde... Outra criança deve ter pego emprestado!     

Nenhum comentário:

Postar um comentário